terça-feira, 30 de maio de 2017

Golden Sand, Blue Seas



Acho que já não é segredo para ninguém que por aqui passa de que a minha designer preferida é a Joji Locatelli.

O xaile Golden Sand, que ela publicou juntamente com outras designers para uma campanha de solidariedade (apoiar a comunidade cega no Congo) foi daquelas peças que me deixou rendida instantaneamente. Fiquei apaixonada pela beleza do xaile assim que o vi e claro, tinha mesmo que o tricotar para mim!

Não demorei muito a escolher o fio, um dos novelos que usei já tinha em inventário, comprado uns bons meses antes na primeira Rota das Linhas (em Lisboa, 2015) na Retrosaria: Malabrigo Sock na cor 474 Caribeño. Bastou-me apenas comprar outro novelo de Malabrigo Sock, desta feita na Tricot das Cinco, na cor 806 Impressionist Sky, para ter a metragem que precisava. Curiosamente os dois fios complementaram-se muito bem e não se nota quase a transição de um para o outro.

Por acaso, gostaria de tê-lo tricotado numa cor semelhante à do modelo original, mas na altura não descobri um fio que me prendesse a atenção e que eu achasse que seria uma boa parelha. Mas não significa que não o venha a tricotar de novo...

É um dos xailes mais fáceis de executar de entre todos os que já fiz, e curiosamente é o xaile que mais tenho usado desde que o tenho. Tem um cair muito bonito, é super macio e fica bem com uma série de peças do meu guarda-roupa. E é quentinho sem ser abrasador.

No entanto, nem tudo foram rosas com este xaile... foi um tremendo prazer tricotar com fio Malabrigo e é certamente um fio que usarei de novo, mas talvez não para xailes... e as minhas agulhas Hyia Hyia Sharp de 4mm também contribuíram para que o processo de tricotar fosse ainda mais prazeiroso.

No entanto, o remate final que fiz no xaile foi totalmente errado. Usei inicialmente um icelandic bind-off, que se dizia ser muito elástico. Mas o facto é eu devia estar mesmo muito tensa e aquilo ficou sem qualquer elasticidade, e bloquear o xaile foi um verdadeiro pesadelo. Mas após muitos meses de uso, tomei coragem e desmanchei o remate e refiz tudo, desta vez usando um russian bin-off e este sim, ficou como deveria!

Voltei a bloquear o xaile e ficou muito mais ao meu gosto. No entanto, o uso faz com que ele "encolha" na horizontal... e pareça ser mais pequeno do que é na realidade.
Mas eu adoro-o! E sempre que posso ando com ele!



*****

I guess it is no secret anymore to those who come by that my favourite designer is Joji Locatelli.

The Golden Sand Shawl, that she published along with other designers for a charitable campaign (support to the blind people in Congo) was one of those pieces that caught my eye instantly. I was in love with the beauty of the shawl as soon as I saw it, and of course I had to knit one for myself!

It didn't take me long to choose the yarn, one of the skeins I used I had already in stash, bought a few months earlier at the first Yarn Crawl (in Lisbon, 2015) at Retrosaria: Malabrigo Sock in the 474 Caribeño colorway. All I had to buy was one more skein of Malabrigo Sock, this time at Tricot das Cinco, in the 806 Impressionist Sky colorway, so I could have enough yardage. Funny thing is that both skeins really complemented well and you can hardly find the transition from one color to the other.

As a matter of fact I would've liked to have knitted it in a similar colorway to the original pattern but at the time I couldn't find a yarn that convinced me that it would be a good match. But that doesn't mean that I won't knit it again...

It is one of the easiest knits of all of the shawls I've knit so far, and funny thing is that it is the most worn of all of them. It has a beautiful drape, it is super soft and it goes well with a great number of garments and outfits that I have in my wardrobe. And it is very warm without being to hot.

However, it was not all roses with this shawl... I had a tremendous pleasure knitting with Malabrigo Sock yarn and I will certainly use it in the future, but probably not for shawls... also my Hyia Hyia Sharp 4mm needles made the proccess of knitting even more pleasant.

The fact is that the bind-off I usde for this shawl was totally wrong. At first I used an icelandic bind-off, that was supposed to be very elastic. But I guess I must have been too tense and it ended up withy no elasticity, and turned the blocking of the shawl into a nightmare. But, after months using the shawl, I took the courage to rip the bind-off and re-do it, this time using a russian bin-off which turned out just as it should! 

I re-blocked the shawl and it was just the way I wanted it to be. The problem is that with the use, it kind of shrinks horizontally and makes it look smaller than it actually is...

But I love it! And I use it as much as I can!

8 comentários:

  1. Que bonito Naná :)
    Um belo trabalho :)
    Parabéns :)

    ResponderEliminar
  2. Malabrigo socks é o meu fio preferido para tricotar xailes, é muito gostosinho. O seu xaile ficou bem lindo, parabéns! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      Eu gostei de tricotar com Malabrigo :)

      Eliminar
  3. O fio malabrigo, faz trabalhos fantásticos, esse está muito simples e giro, gostei!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, este xaile é daqueles que não dá muito trabalho e fica bem bonito ;)

      Eliminar

Ponha aqui as suas mãos!